Garminaólic

CIMG0540_blog-4

Ó para ele, um Garmin Forerunner 305. Prendinha de anos. Lá está, se alguma vez, há uns anos atrás, eu imaginava que uma ‘cebola’ com GPS poderia ser algo que me despertasse interesse. Mas agora desperta, e muito. Sim, já faço parte do clube dos desportistas que usam um Garmin. Talvez não seja um clube com tantos membros como o Clube Bimby, mas será certamente um clube com muitos adeptos.

Hoje foi a estreia e ainda estou a digerir toda a informação captada naquele objecto, depois de a ter carregado para o Garmin Connect. Como é que correu? Bem, talvez tenha passado muito tempo a olhar para a indicação do ritmo médio e sempre muito atento ao tempo que iria ser apresentado nas marcas principais, 5Km e 10Km. Um ‘tique’ justificado pela novidade do equipamento, mas que deverá desaparecer nos próximos treinos, creio eu.

Agora, a distância que correr fica registada no aparelho. Acaba a necessidade de estar a medir distâncias no Google Earth ou a planear trajectos. O ritmo será algo que deixa de ser subjectivo, em função da percepção daquilo que as pernas conseguem dar, mas passa a ser algo quantificável, podendo-se acelerar ou abrandar em função dos objectivos finais.

Aquilo que descobri? Que a minha cadência média é de 5:30 min/Km (na verdade, das vezes que olhei, o valor apresentado era de 5:31 ou 5:32. Ou seja, terei corrido mais rápido em algumas zonas, sem ter dado por isso). É o que é. Resta agora saber se será possível aumentar este ritmo. Será que é muito difícil chegar aos 5:20 min/Km?

Descobri também que é possível exportar os dados para o Google Earth, sendo apresentada uma marca de 10m em 10m ao longo do trajecto, com toda a informação registada nesse instante. Isso permite uma análise mais detalhada do ritmo praticado em determinado ponto do percurso.

Muito satisfeito.

Esta entrada foi publicada em Corrida, Equipamento com as etiquetas , . ligação permanente.

2 respostas a Garminaólic

  1. Pingback: O conta-rotações da máquina | Ma Ke Jeto, Mosso on Sports

  2. Pingback: Uma evolução (equilibrada?) | Ma Ke Jeto, Mosso on Sports

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s