A minha corrida está a incomodar o seu cão?

articleimg339articleimg

O pior que me podem dizer

Não ligue que ele não morde. Faz barulho mas não morde

Então e a trela serve para quê? Dá vontade de irmos ladrar para junto dos calcanhares da pessoa, a ver se gosta.

E aqueles que gostam de esticar a trela ao máximo? Ou melhor, que se pudessem, ficavam em casa deitados no sofá e deixariam o bicho ir à rua fazer as suas necessidades, preso com uma trela de 1Km. Uma pessoa vem a correr e faz o quê? Salta por cima da trela? Grita e espera que alguém se digne a encolher a trela, que é uma chatice do caraças?

E as vezes que temos de ir a olhar para o chão porque a hipótese dos donos recolherem os excrementos dos canitos é algo que não lhes passa pela cabeça?

E aqueles que deixam os bichos ir à rua sozinhos, para cagarem à vontade nos passeios e ladrar a todos os que passam?

Esta entrada foi publicada em Corrida, Desabafo com as etiquetas , . ligação permanente.

4 respostas a A minha corrida está a incomodar o seu cão?

  1. Anónimo diz:

    Pois é Luís, infelizmente há por aí muitos caninos a passear os donos em vez de ser o contrario. Muita falta de civismo, e quem paga são os bichos que no meio acabam por não ter culpa nenhuma.
    Abraço!

  2. Rute diz:

    🙂 É bem verdade, já me aconteceram situações semelhantes. Quando nem puxam a trela para uma pessoa passar no passeio e às vezes tenho de ir pela estrada, é demais. Claro que nestas coisas, quem tem menos culpa é o cão.

    Boas corridas!

  3. Anónimo diz:

    Grande verdade. Eu já pensava que era o único a ter problemas com os “canitos” mas já estou a ver que não. Finalmente alguém que me compreende. Ainda no outro dia veio um a rosnar direito às minhas canelas e tive uma satisfação tão grande quando lhe acertei um pontapé em cheio…o dono é que não gostou ( mas também não fez um esforço para segurar a trela do “canito”) e veio ter comigo, dizendo que queria fazer-me o mesmo. Dar-me um pontapé! Então é que seria bonito. Depois de um treino de uma hora de corrida, um “round” de pugilismo. Fiquei com pena que depois de o ter desafiado a cumprir a ameaça, o “artista”, dono do cão, não teve coragem de avançar, para ver se ele aprendia o que custa a vida. Tenho a certeza que um dia vou aleijar-me à conta do animalzinho de alguém…e depois quero ver quem paga as despesas!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s