1ª mini maratona UNICEF, Vilamoura

DSC04222

Eufórico. Segundo os resultados oficiais da mini maratona UNICEF, fiz 00:44:13 em  9400m, com 51º lugar do escalão e 128º lugar da geral, em 474 que cortaram a meta. Confesso, maravilhado com resultado, pois nunca tinha ficado nesta zona da tabela. Amazing! Pela cronometragem pessoal, fiz os anunciados 9400m a um ritmo médio de 4:45 min/km. Isto também quer dizer que, caso a prova tivesse 10.000, a deveria concluir em cerca de 47min, o que considero um tempo muito bom para o meu histórico nas corridas.

Mas porquê tanto destaque desta cronometragem? Porque, por incrível que pareça, esta foi a minha primeira prova de 10Km (quer dizer, faltou 600m para isso). Em Lisboa e arredores podem haver provas de 10Km todos os fins-de-semana, mas por aqui, nesta região que vai da ponta de Sagres a Vila Real de Santo António, tal como disse aqui, provas nessa distância são uma raridade. É claro que em qualquer momento eu podia fazer um treino/corrida de 10Km para ver o tempo que conseguiria fazer, mas como bem sabemos, a adrenalina e a euforia de participar numa prova desportiva leva-nos sempre a ir mais depressa.

Estava curioso em ver os inscritos para esta prova. Achei que teria grande adesão dos corredores algarvios – por causa tal raridade de provas nesta distância – assim como grande adesão de todos os que correm de forma regular e que estão de férias na região. Mas ao ver agora a lista de classificações, achei que 474 corredores era um número bem abaixo das minhas expectativas. Talvez estivesse demasiado optimista, mas apontava para uns 1500. Quer, 1500 deviam ser os carros parados nas várias filas longas que se formaram assim que fecharam a avenida em Vilamoura onde se fazia a partida e a chegada da prova. Nessa noite, aqueles que tiveram a brilhante ideia de ir de carro a Vilamoura para depois passear entupirem a Marina, devem ter achado que o IC19 tinha mudado de localização. Amigos, fossem de bicicleta, a andar ou a correr.

Nessa tarde tive uma sessão de Bike Fit em Quarteira (a qual será contada em pormenor num post) e acabei por chegar muito cedo ao local da prova. Tanto que consegui estacionar a uns 100m da partida, o que foi impecável por causa da logística, já que deu para andar a tirar fotos aos amigos sem que depois fosse obrigado a ter de correr com a máquina à cintura ou na mão. Estava um ambiente descontraído e um fantástico final de tarde. Ficámos à conversa sentados na relva e mais próximo da prova fizemos um jogging de aquecimento. Tudo preparado para a partida e sem qualquer sinal de ansiedade. Let’s go!

Tinha dito antes da prova que ia correr descontraído, sem grandes objectivos, apenas pelo gozo de participar. Sim, os primeiros 500m, feitos as uns 5:30min/Km a 5:15min/Km terão sido feitos nesse espírito. Mas depois disso, a euforia bateu à porta e … Weeeee! Foi sempre abaixo dos 5:00min/Km, o tal ritmo que no início do ano me parecia impossível de manter por mais de 1Km. Mais à frente o Marco Soares Pereira chegou ao pé de mim e tornou-se numa ajuda enorme para eu conseguir fazer aquele tempo. Fomos falando enquanto houve frescura e andámos sempre lado a lado a manter um ritmo muito bom. Sozinho teria sido muito mais difícil.

A corrida foi feita sobretudo em zona de vivendas e, aqui e ali, havia uns grupos de moradores a aplaudir. Mas o melhor foi perto dos 7Km, onde um grupo de miúdos fazia uma festa enorme. Aquilo causava uma grande descarga de adrenalina e o pensamento imediato era: “O que seria se ao longo de toda a corrida houvesse público assim”. Grandes miúdos! O percurso tinha uma subida que dava alguma luta e duas descidas onde a estrada era feita com hexágonos ocos de cimento, uma coisa terrível para por os pés em cima, sobretudo a grande velocidade. Mas lá se fez sem acidentes.

No último quilómetro ainda consegui aumentar o ritmo. Sentia-me bem, com a respiração perfeitamente controlada, e com ritmo cardíaco perto dos 95%, aceitável face ao ritmo a que corria. Por isso, foi com enorme satisfação que cruzei a meta, parei o Garmin e vi aquele tempo. Eu andava na dúvida se conseguiria fazer abaixo dos 50min. Agora, com mais treinos, a dúvida é saber se consigo atingir a utópica marca de 45min aos 10Km. Mas esse objectivo fica para segundo plano, já que não faço ideia quando é que voltarei a fazer uma corrida de 10Km. Em termos de corrida, o próximo grande objectivo é para Novembro, com as X Milhas do Guadiana. O ano passado fiquei próximo de 1h30min. Este ano vou tentar 1h25min. Espero.

Esta entrada foi publicada em Corrida, Provas Desportivas com as etiquetas , . ligação permanente.

9 respostas a 1ª mini maratona UNICEF, Vilamoura

  1. LUIS VIEGAS diz:

    RARO É HAVER PROVAS DESTA DISTANCIA NO ALGARVE.
    NA ZONA ENTRE SEVILHA E AYAMONTE HÁ TODAS AS SEMANAS
    DOMINGO A OPCÇÃO OU PROVA DE MAR NA ALTURA OU A CORRIDA DA BAIA DE MONTE GORDO.( 8km)?
    DIA 25 AGOSTO EM AYAMONTE A CORRIDA DA PRAIA

    • Luis, dia 11 não tenho dúvidas: escolho a prova de mar em Altura 😉
      Essa de Ayamonte é 10Km?

      • LUIS VIEGAS diz:

        8 km.
        Não sei se já houviste falar na nocturna de Sevilha(12Km) chegada dentro do ESTADIO Olimpico um espectaculo dia 27 de Setembro
        Nos vemos Domingo na Altura
        Desculpa só contactar por aqui mas eu não tenho Face as vezes entro pelo da minha filha quando ela autoriza e vejo o teu face

    • 🙂 Luis, tens de abrir conta no FB. E obriga o Nelson a também abrir conta.
      Se tiveres link dessas duas provas, s.f.f., põe aqui ou envia-me para o email: bluewater68@netcabo.pt. Obrigado

      • LUIS VIEGAS diz:

        OK
        AGORA VOU DESPACHAR-ME PARA IR PARA A PISCINA(BARRRAGEM DE ODELEITE) A MALTA TREINA EM CONJUNTO AS TERCAS E QUINTAS UM ESPETACULO DÁ PARA FAZER CIRCUITOS EM TRIANGULO( 1000M OU RETAS DE 150M) E É DE BORLA

  2. LUIS VIEGAS diz:

    RECEBESTE O MEU MAIL?
    SE PRECISARES DE ALGUMA COISA O MEU CONTACTO 960188795

  3. Jorge Silva diz:

    Dei por acaso com este blog quando procurava resultados das provas do circuito de mar do Algarve, a leitura foi tão intensa, como se estivesse a nadar e a correr ao lado, que acabei por ler uma série de posts, fico a aguardar pela sessão de Bike Fit.
    Continue com essa vontade, um abraço.

    • Boa tarde Jorge. O meu agradecimento pelas suas palavras. Eu tento sempre contar com muito pormenor o que sucedeu nas provas, com o objectivo de servir para memória futura. Daqui a um ano, possivelmente já não nos lembramos de tudo, e assim, conseguimos recordar a história da prova em detalhe 🙂
      Esse da Bike Fit será dos próximos a publicar. Já pude ir pedalar depois das alterações na bicicleta e estou muito satisfeito.
      Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s