Sai já um planeamento a médio prazo

IMG_3954

Treinar sem objectivos sabe bem durante algum tempo. Corremos, pedalamos ou nadamos em função da vontade no momento. Se corrermos 5Km em vez dos 10Km planeados, ou nem formos correr porque na véspera abusámos dos copos, certamente não ficaremos com o sentimento de frustração ou culpa por não termos cumprido um objectivo de treino. No meu caso, digo que consigo aguentar essa vidinha durante um mês. Mais que isso não. Chego a um ponto em que preciso de objectivos concretos, onde os treinos passam a ser planeados para a sua conquista. Se o objectivo é repetir uma prova para melhorar o tempo, então terei de fazer treinos que me permitam aumentar a velocidade. Chego a um ponto em que preciso perceber porque estou a treinar, senão, arrisco desmotivar-me. Estou a chegar a esse ponto.

Agosto é o mês em que fecham todos o complexos desportivos do Algarve, ou praticamente todos. Mesmo que não queira fazer férias desportivas, os municípios obrigam-me a isso. É claro que existem sempre alternativas, mas podem é não ser tão boas ou acessíveis. P.e., agora que terminei os 15 dias de férias, como é que faço para nadar até ao início de Setembro? De férias ainda nadava alguma coisa na praia, mas agora, de volta ao trabalho, vou mesmo ter de dar descanso aos braços. Faço o quê? Vou de carro ao final do dia para a praia mais próxima (Onde? Ilha de Faro? Credo!), tento estacionar não sei onde, e tudo para dar umas braçadas? Santa paciência. Menciono também a pista de atletismo que está fechada, pois claro. Se posso treinar séries fora da pista? Posso, mas não é a mesma coisa. Por causa disso, vou destinar os restantes dias de Agosto para ir treinando corrida de forma mais livre, sem seguir qualquer plano específico, apenas com o objectivo de ir ganhando volume. A velocidade fica para depois. O mesmo com o ciclismo, onde tentarei fazer um treino longo ao fim-de-semana (100Km) e um curto durante a semana (30Km).

A partir de Setembro voltarei à piscina com o objectivo de ir aumentando o volume por sessão, já a pensar no Iberman em Maio de 2014 e na próxima época de triatlo. Melhorar a técnica tem vindo a revelar-se um objectivo frustrante, sem grandes resultados no que respeita aos tempos nas provas. Por isso, a aposta passa agora por ganhar mais força para chegar ao final do segmento de natação com maior folga física. Não será certamente o melhor plano, mas será o plano que neste momento acredito poder obter mais resultados práticos.

Em relação à corrida irei iniciar um plano de treinos desenhado para se obter um tempo de 1:45:00 na meia maratona. A última corrida de 10Km deu-me boas indicações de velocidade, tendo conseguido impor um ritmo médio ao longo da prova que o ano passado julgava impossível atingir. Por esse motivo tentarei agora melhorar o meu tempo na meia maratona, a distância onde há mais oferta de provas aqui pela zona do Algarve. Deslocações para fora do Algarve, Lisboa em particular (ou mais longe que isso), ou surge a hipótese de boleia, ou estarão fora de hipótese.

No ciclismo o objectivo é continuar a insistir nos trajectos pela serra, que têm dado resultado na melhoria do andamento. O principal objectivo está traçado para Maio de 2014, onde espero voltar a fazer o triatlo Iberman, distância longa. Este ano fiz os 100Km em 03:34:47, sendo essa a marca de referência a melhorar. Até lá vão haver eventos como o Tróia/Sagres, o Faro/Alcoutim ou o Faro/Fóia, que servirão de treino num ritmo mais competitivo.

Na natação, ou melhor, em relação às provas de triatlo, creio que já fechei a época 2012/2013. Ainda não foi este ano que fiz a estreia na distância olímpica. Em Outubro está estava(?) anunciado para Sevilha um triatlo olímpico, incluído no circuito WTP. A mesma organização que cancelou os triatlos anunciados este ano para o Porto e Lisboa. No site deles pode-se ver que o link para as inscrições não está activo, sendo assim de prever que seja mais uma prova anulada. De qualquer forma, pensar neste momento numa deslocação a Sevilha está fora de questão. A economia está cada vez pior e é preciso descartar objectivos. Não dá para tudo.

Data Objectivo Prova Tipo Dist. (Km)
22 Setembro Secundário I Trail Running Cidade de Faro Trail 20
20 Outubro Anulado WTP Sevilla 2013 Triatlo Olímpico
27 Outubro Secundário Corrida Faro Activo Corrida 10
3 Novembro Principal X Milhas Guadiana Corrida 17
8 Dezembro Não creio Meia Maratona Descobrimentos Corrida 21
14 Dezembro Principal Tróia / Sagres Ciclismo 200
15 Dezembro Não creio Meia Maratona Sevilha-Los Palácios Corrida 21
12 Janeiro (?) Principal Meia Maratona Ayamonte Corrida 21
23 Fevereiro Principal Maratona Sevilha Corrida 42

No caso do “I Trail Running Cidade de Faro” já fiz a inscrição. Em relação à “Corrida Faro Activo” estou só à espera de ver o percurso para me decidir a ir, sendo no entanto quase certo que conto lá estar. Porém, em termos de importância, considero a participação nestes eventos como ‘secundária’, servindo mais como treino para o objectivo principal das “X Milhas do Guadiana”.

E é isto. Alguma sugestão para uma prova que me tenha escapado?

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Algarve, Ciclismo, Corrida, Divulgação, Natação com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

4 respostas a Sai já um planeamento a médio prazo

  1. Délio diz:

    O mais difícil neste desporto é o descanso. A grande maioria dos praticantes de triatlo vivem com intensidade não só as competições mas principalmente os treinos. Acabam por ser rotinas que nos dão prazer. A falta dessas rotinas podem ter um efeito negativo psicologicamente. Como compensar então esta situação? Férias do triatlo seguido de
    planeamento.
    Férias do triatlo não significa nao treinar as disciplinas do triatlo (embora seja uma opção) mas treinar sem objectivo competitivo o que é um importante factor de redução do stress que competir implica. Quanto tempo varia mas de duas semana a um mês sem duvida. Depois desta hibernação desportiva vem o que muitos descuram mas é o esqueleto do desporto. Planeamento. Sem esta estrutura to o corpo desmoronaria sobre si próprio. Passar tempo a planear o calendário da época seguinte, com as Competições possíveis, sejam A, B ou C, planear os treinos em função das competições de prioridade A. Planear as áreas a melhorar e como o fazer, estratégias, métodos. No fundo tudo o que normalmente fazemos mas de uma forma consciente. Um bom regresso ao trabalho e uma excelente época para 2014. Abraço Délio

  2. LUIS VIEGAS diz:

    31 AGOSTO TRAVESSIA DO GUADIANA
    29 SETEMBRO TRIATLO CROSS PUNTA UMBRIA(SPRINT)
    O TRIATLO DE SEVILHA VAI HAVER ELES ANULARAM DUAS PROVAS MAS FOI EM PORTUGAL ELES SÃO ESPANHOIS E NA TERRA DELES NÃO FALHAM.
    AS INSCRIÇÕES EM ESPANHA SÓ ABREM 3 SEMANAS ANTES DAS PROVAS

    • LUIS VIEGAS diz:

      AS PISCINAS NO ALGARVE IRÃO REABRIR COM AS POLITICAS DE CONTENSÃO?

    • Luis, na travessia do Guadiana eu recordo-me sempre do Iberman e não sei se quero voltar a nadar ali tão cedo 🙂
      No caso do triatlo de Sevilha, a haver, o meu impedimento será mesmo por motivos económicos. Das tais situações em que é preciso optar por outras soluções mais económicas. AH! Esqueci-me de referir no texto que a inscrição para a maratona de Sevilha é 30€ se for feita até 30 de Setembro. A partir daí é sempre a aumentar. Por isso, mais um gasto a curto prazo.
      Boa questão em relação à abertura das piscinas. Eu nem quero imaginar que não possam abrir. Mas que a situação económicas de muiats deles está muito complicada, lá isso está.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s