O Bike Fit da CAFPT

DSC04206

(…) Para tirar o máximo proveito da bicicleta o ciclista tem que estar corretamente posicionado sobre a bicicleta. Além de evitar o desperdício de energia, o ciclista evitará uma série de lesões. A isto chama-se Bike Fit.
Biomecânica e antropometria são a combinação perfeita e permitem que os ajustes de alturas e ângulos forneçam um conforto adequado ao ciclista, que por sua vez de traduz num melhor rendimento. Evitando dores, formigueiros ou outros incómodos.
(…) Importante referir, que o bike fit tem como principal objetivo ajustar a bicicleta ao ciclista e nunca o contrário. Com este procedimento otimiza-se o conforto e o desempenho do ciclista, prevenindo o aparecimento de lesões musculoesqueléticas provenientes de uma má postura/inadequada sobre a bicicleta.
(…) Um dos erros mais comuns é determinar a bicicleta pela estatura do ciclista. É uma prática tão vulnerável ao erro quanto prescrever uma receita médica sem avaliar o quadro clínico do paciente, pois é comum encontrar ciclistas de mesma estatura com diferentes padrões antropométricos.

Descrição retirada do site do Centro de Avaliação Física e Prescrição de Treino (CAFPT). Uma sessão de Bike Fit era algo que já tinha pensado fazer. Afinal, pensamos em roupa e acessórios para pedalar, mas esquecemos um dos investimentos mais importantes: garantir que a bicicleta está ajustada de forma perfeita ao nosso corpo, permitindo que estejamos na posição ideal para tirar o maior rendimento de cada pedalada, e reduzindo o risco de sofrer de lesões resultantes de má postura ou de uso dos músculos de forma inadequada. E basta pensar em treinos de 100Km ou mais que isso, para perceber que são muitas horas a pedalar, a exigir que se tenha a melhor postura possível. Eu tinha a noção que a minha bicicleta não estaria ajustada para a melhor posição, mas não sabia como fazer a melhor afinação. Para isso é que existem especialistas. E o Pedro Tomás, da CAFPT, é dos melhores especialistas neste trabalho. Grande profissionalismo e total disponibilidade para o esclarecimento de todas as dúvidas, explicando também ao pormenor todas as afinações que efectuava.

DSC04208

Como é que isto foi combinado? Entrei em contacto com a CAFPT e expliquei que estava no Algarve, onde poderia haver vários interessados que justificassem uma deslocação para realizar um conjunto de sessões de Bike Fit num fim-de-semana. Conseguimos reunir 9 interessados e conseguimos um valor bastante competitivo quando comparado com outros valores praticados por lojas de ciclismo aqui na região, justificando plenamente o investimento efectuado face aos posteriores benefícios obtidos.

DSC04210

Cada sessão dura cerca de 90min. O processo começa por efectuar um conjunto de medições no ciclista e uma avaliação do seu grau de flexibilidade. Depois disso o ciclista sobe para a bicicleta e são feitas mais medições com base na configuração habitual da bicicleta, i.e., na posição habitual com que se pedala. Nessa posição, é feita uma pequena filmagem a pedalar no rolo, que servirá posteriormente para a execução do relatório final e para comparar com os resultados obtidos após afinação.

DSC04209

Concluído o processo de medição e avaliação de postura, tem início o processo de afinação e regulação dos elementos – selim, altura do guiador, avanço do guiador – de forma a conseguir adaptar a bicicleta para uma posição do ciclista que transmita o maior rendimento e eficiência. É nesta fase que pode haver um grande entrave: caso se verifique que o tamanho do quadro não é o adequado para a altura e flexibilidade do ciclista. Nessa situação, pode suceder que, por mais regulação que se faça dos elementos, nunca se conseguirá atingir a tal posição ideal ou de maior eficiência. Posso referir que neste conjunto de sessões, houve pelo menos 2 casos em que o tamanho do quadro era superior, p.e., um 57 quando o recomendado seria um 54. Nessa situação pode-se tentar colocar um avanço do guiador mais curto. Mas mesmo assim, essa redução pode não ser suficiente para compensar um tamanho de quadro sobredimensionado.

É nesse contexto que existe o “PRÉ BIKE FIT”, outra avaliação que a CAFPT executa: “O PRÉ BIKE FIT tem como objetivo, ajudar os ciclistas na escolha da sua bike com as medidas corretas, prevenindo o aparecimento de lesões e o desconforto. O ciclista passa por um questionário de avaliação prévia e são tiradas diversas medidas antropométricas e de flexibilidade. Posteriormente é feita uma breve análise de sua postura. Os dados são analisados e as medidas informadas ao ciclista. Com base nos resultados, é possível escolher a bike com as medidas corretas (tamanho do quadro, comprimento do braço da pedaleira, avanço e guiador)”.

MVI_0071-0.00.05.60

Antes do Bike Fit
MVI_0072-0.00.02.56
Após as afinações do Bike Fit, com o guiador mais baixo

No meu caso, a afinação foi feita em função da minha posição a pedalar na posição com os braços no aerobar, já que será essa posição que usarei nas provas de triatlo longo, ou onde terei tendência a pedalar mais horas. Após medições e avaliação, a afinação foi efectuada nestes pontos:

Subimos o selim 1 cm e recuamos o mesmo 0,5cm. Toda a parte da direção foi mexida. Invertemos o avanço, retiramos 2,5cm de anilhas e afastamos as barras.

Por fim é emitido um relatório com todas as medidas adequadas dos vários elementos, o qual poderá deverá servir de referência numa futura aquisição de uma bicicleta ou caso seja necessário voltar a ajustar os elementos após um transporte. Pode consultar o relatório neste link.

Resta dizer que já fui para a estrada testar as alterações. De início foi estranho começar a pedalar numa posição mais ‘deitada’, a sentir as coxas mais próximas do estômago. Mas após 300Km estou em condições de afirmar que estou muito satisfeito com o trabalho efectuado pela CAFPT. Recomendo.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Bicicleta, Ciclismo, Divulgação, Triatlo com as etiquetas , , , . ligação permanente.

5 respostas a O Bike Fit da CAFPT

  1. Pedro Ribeiro diz:

    Bom dia, gostei muito desta informação, não nos conhecemos (ainda) mas sou dos leões do sul, sei que é amigo aqui de alguns colegas…
    tenho pena de não ter sabido antes, teria se fosse possível feito a avaliação, vou tentar convencer aqui a malta, caso saiba de algum interessado faça saber sff.
    abraço

    • Bom dia Pedro. Uma das preocupações que tive foi precisamente publicar o evento na página dos Leões do Sul no Facebook. O Pedro Tomás da CAFPT queria um mínimo de 10 participantes e o máximo que conseguimos foi 9. Na altura, até pensei que seria fácil reunir o tal mínimo de 10, tendo em conta o universo de possíveis interessados nos Leões do Sul. Mas vi que nem houve um comentário à publicação feita.
      Nada invalida que se reuna novo grupo de interessados para outra sessão. Eu só posso dizer que é um investimento que compensa. Mais que investir por vezes em alguns componentes.
      Abraço

  2. LUIS VIEGAS diz:

    LUIS ESTAS INTERESSADO EM IR(SE HOUVER TRANSPORTE) DIA 27 HA NOCTURNA DE SEVILHA DE ATLETISMO. A PARTIDA SERIA AS 16 HORAS E O CUSTO SERIA APROXIMADAMENTE 5 INSCRIÇÃO + 5 DE TRANSPORTE?

    • Bom dia Luis. Estaria muito interessado, sim, mas desde que não fosse a uma 6ª Feira, que é o caso. Eu agora tenho estado envolvido na organização do evento “Corridas à 6ª Feira”, onde são feitos treinos de corrida de cerca de 10Km nas noites de 6ª Feira. E como organizador não queria estar a faltar. Infelizmente vou ter que faltar a essa 😦

  3. Jorge Silva diz:

    Tal como previa uma sessão de muita aprendizagem, de certeza um bom investimento, vou tentar reunir um grupo para uma sessão.
    Um abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s